01 novembro 2012

/

Sobre as nossas noites

13 comentários:

  1. Oi, Dani! Lá em casa com a Ísis foi assim tb! Eu me lembro de quando deixamos de fazer a rotina do sono na poltrona. Primeiro passamos ao berço, depois ela foi para a sala (e eu e o pai deixávamos num canal de desenho ou colocávamos DVD e ficávamos filosofando sobre os mesmos, aiai), depois ela passou a dormir na minha cama e o pai levava para o berço depois. Depois teve a fase da caminha e agora, desde que o Pedro nasceu, voltamos à sala e aos desenhos. Ela dorme cedo, mas o irmão não, então ela quer ficar ali conosco. Tb não curto cama compartilhada, mas quando Pedro nasceu a Ísis dormiu conosco por 1 mês e eu amei, porque ao menos podia matar as saudades dela durante a noite! São fases, fases, todas passam e deixam saudades! Beijocas! Nine

    ResponderExcluir
  2. ai Dani essa Laura é uma fofa! Vc relatando ela dormindo na sua cama, encostando no seu braço... esse momento é demais =)

    e por falar em calor Lavinia é igualzinho, acorda toda fidida hahahaha

    e olha como vc falou sem crise, aproveite essa cama compartilhada agora, elas crescem tão rápido que jaja estão dormindo fora de casa hahahaha

    Beijãooooooo

    ResponderExcluir
  3. Dani, estas fases não são fáceis. Quando vc disse que ela parecia ser queimada viva, eu logo imaginei os berros.
    Lucas também fazia isso antes e eu morria de medo de algum norueguês chamar a polícia achando que eu estava fazendo exatamente aquilo que descreveu, rs. Hoje eu estou rindo amiga, pois esta fase já passou... tá vendo? Passa, acredite, vai passar.
    Como vc mesma disse, sem pirações e sem muita cobrança!
    beijão,

    ResponderExcluir
  4. Olha todas as teorias são lindas, mas uma coisa é certa: quando nos vemos cansadas, lidando com uma criança, temos que estar de pé no outro dia, fazer o que??? Dormir do jeito que dá!!!!!!!! Como fazer se a vida segue e nosso cansaço chega?? Eu fiz de tudo, passei noites acordando, passei o Bu pra nossa cama, depois adormecia com ele na nossa e levava pra dele, passei ele pra caminha dele, colocava lençóis de personagens, até que ele enfim passou a dormir por lá... Ufa!!!! tudo passa e agente não é de ferro!!!! Cris

    ResponderExcluir
  5. Ah, que dureza estas adaptações! A Beatriz não consegue dormir direito no meu colo, eu fico me enchendo de travesseiros no braço e bichinhos de pelúcia- o macaco querido dela - pra ela ficar mais confortável, tudo porque meu coração se corta todo em imaginar ela indo pra cama sem passar antes pelo meu longo abraço! Não sei se estou preparada para estas mudanças não...e cama compartilhada então? Nem pensar! Ninguém dorme.Mas vai saber o que ainda ocorrerá com estas menininhas, não? Só surpresa!
    Bj e Bom Feriado amanhã!

    ResponderExcluir
  6. Engraçado como eles decidem mudar a rotina de uma hora pra outra, né? Dan também veio com a novidade de querer ficar na minha cama, mas, foi só por uma noite! No dia seguinte quis ir pro berço mesmo!

    ResponderExcluir
  7. Dani, querida, aqui também sempre é a Olivia que sinaliza todas as mudanças. Eu sempre fazia dormir no colo, porque gostava, e colocava dormindo no berço. Com uns 8 meses (!!!) ela deu sinais claros que não queria dormir no colo. Tentava virar, mudar de posição... Comecei a fazer o ritual todo e colocar acordada no berço. No começo ficava ao lado dela, mas ela sempre se distraía mais, e passou a pegar no sono sozinha sempre. A rotina segue mais ou menos igual. A mamadeira ela não toma mais no colo de jeito nenhum, quer tomar sozinha, sentada numa cadeirinha ou no sofá. Eu não posso nem sentar perto. O papai ela deixa, porque só vê quando acorda e no fim do dia. Estou desconfiada que logo mais não vai querer nem historinha e música no colo, porque falta espaço, ela quer "deitar". Socorro!!

    Agora, cama compartilhada. Não acho nada, não é o ideal, claro, ãhã. O IDEAL é dormir. Do jeito que der. Se é isso que funciona, lindo. Eu às vezes tentei levar a Olivia pra minha cama, se ela ou eu ou ambas estamos doentes, pra mim é mais fácil. Mas minha cama pra ela é pula-pula, playground. Não para deitada nem 5 segundos. Então toca ficar sentada no quarto dela de madrugada no frio nessas situações. Tá vendo? Bem que eu queria que ela gostasse só um pouquinho de cama compartilhada... Mas estou é vendo que logo logo ela vai sair do berço pra uma cama só dela. Socorro, não sei se estou preparada!!!!!

    beijos e que a Laura continue dormindo cada vez melhor, na cama que for. Depois da cirurgia, respirando bem, aos poucos ela vai pegar gosto pelo próprio quarto...

    ResponderExcluir
  8. Dani, o grito de liberdade aqui em casa aconteceu há cerca de 1 mês e pouco. Mas eu fui meio general, e não dei muita opção: "ok, vc não quer dormir na cadeira, tudo bem, mas vai tomar o leitinho comigo na cadeira e depois deitar no berço" - e eu fecho a porta e saio, pq senão ela fica meia hora fazendo gracinha e não dorme. No começo ela esperneou, disse que não queria ficar na cadeira, apontou a sala, e eu levei na marra. E depois passou, como as outras fases. Bjs

    ResponderExcluir
  9. Dani,
    Erik com 5 meses já não me deixava embalar e dar mamadeira. Me lembro até hoje de passar horas com ele no colo, balançando como sempre fazia até ele adormecer e vê-lo muito irritado. Nesse dia só coloquei no berço e ele ali ficou. Desde então é SÓ assim que ele dorme. A gente põe no berço, ele mesmo toma a mamadeira e cai no sono.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. leio. seu blog. faz tempo, e preciso dizer que eu adorei o modo como você mudou em relação a cama compartilhada... Sou sua fã. mais do que nunca,beijos fernanda

    ResponderExcluir
  11. Oi Dani!!
    Eu estou na 3º cama compartilhada, mas devo admitir que dessa vez foi a 1º consciente, das outras sempre o acaso fez a regra. Não me arrependi de nenhuma e agora com mais vivência posso te dizer que como quase tudo ligado a maternidade, é bom e também é ruim. Nem só um, nem só o outro.
    Pra mim que amamento, tenho mais família dependente de mim que compartilhando tarefas é uma solução. Naquelas fases de choro noturno por dente, vacina, 1º virose...é uma mão na roda.
    Mas nada é 100% nunca e a parte chata existe sim, talvez mais fácil de contornar que em outra situação porém não menos incômoda, pelo menos pra mim.
    Bjinho e super sorte pra vc's

    ResponderExcluir
  12. Dani, tenho um meme pra vc lá no blog hoje querida, beijos

    ResponderExcluir
  13. Recebi o convite para participar de um “Meme” e gostaria muito que você participasse também!
    Dá uma olhadinha:

    http://www.minhamaternidade.com/2012/11/um-pouquinho-de-meme.html

    Se quiser participar, me manda o link que eu publico no blog!!

    Beijos,
    Paula Martinelli
    www.minhamaternidade.com

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para viajar no comentário! =)
Ele será respondido por aqui mesmo, ok?

Beijas!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 


up