25 outubro 2012

/

Sobre a decisão de ter um filho

28 comentários:

  1. Oi Dani,
    simplesmente amei esse post.
    Beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. adorei o post!
    foto lindaaa, "nenem" e mamãe lindaaas!
    perolasdealanis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa amiga que responsa heim??!!! ufaaa!!!

    Bem, eu tenho certeza que tem pessoas que não nasceram pra ser mãe e pai .. e acho até louvável que a pessoa assuma isso ... agora com certeza ela tem que fazer uma varrida nas lembranças e na sua vida para ver se algum dia brincou ou sonhou ser mãe ... e tb isso tem que ser em conjunto com o marido ... aki tive que esperar o tempo dele, mas sempre tive certeza de que queria ser mãe ... ainda bem que ela ainda tem um pouco de tempo ... porém acho interessante a pessoa ter filho pelo menos antes dos 40 ... bjsss e sua filhota tá uma fofa!

    ResponderExcluir
  4. Simplesmente amei o seu texto!
    É isso mesmo, cada um é cada um, cada casal é um casal e só cabe a eles decidir se querem filhos ou não!
    O que você falou sobre o corpo humano, pura verdade! Eu fui uma tentante por alguns meses, queria muito e o Henrique demorou a vir... Sofri muito, demais, chorava, me revoltava contra Deus, contra mulheres que não queriam seus filhos e os abandonavam, perdi as esperanças... até que um dia recebi a melhor notícia da minha vida! Mas acho mesmo que se nosso período de reprodução fosse maior, sofreríamos menos!

    Beijos!!!

    Lívia.

    ResponderExcluir
  5. Ótima reflexão, Dani!
    Eu concordo que as pessoas não "tem que" ter filhos, mas a pressão em cima das mulheres devido ao período fértil menor é cruel.
    Eu e marido tivémos por escolha e por escolha decidimos ter apenas Alice, você não imagina a pressão que sofremos por isso,
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Ah, vcs duas estão lindas na fotos, uma delícia de ver ;)

    ResponderExcluir
  7. É como eu sempre digo, nem sempre o que funciona pra um, vai funcionar para o outro, nem sempre minhas verdades devem ser suas verdades. E a graça está aí.

    Mas cá pra nós, depois de uma foto linda dessas, como não querer ter filhos? ;)

    ResponderExcluir
  8. Eu já perdi as contas de quantas vezes já surtei e dessurtei em relação a isso. Diria que atualmente estou numa fase de certeza sobre o que eu quero (eu quero um bebê!) e de me sentir meio "gananciosa" por querer isso. Eu sei que não é a melhor palavra, mas é como se eu me perguntasse: mas vc já é tão feliz, tem uma vida tão certinha, e ainda quer mais felicidade? É estranho. Pra vc ter uma idéia, com a vida que eu tenho, ninguém me pressionaria pra ter um filho. Aliás, depois de quatro anos de casada eu ainda ouço: pra q vc quer filho agora?
    Meu marido "aceitou" (gostaria muito de usar a palavra "querer") ter um filho, mas eu sinto que ele está aterrorizado com a perspectiva dessa mudança radical e definitiva.
    Eu acharia muito justo esperar o tempo dele (venho esperando há dois anos), mas tem a porcaria da limitação biológica: tenho 31, quero dois filhos, e quero ser mãe jovem, com disposição para criá-los e com saúde pra continuar gozando a vida depois do ninho vazio.
    Enfim, não estou totalmente confortável com a situação, mas tive que forçar um pouco a barra: Fevereiro é a dead line pra começarmos as tentativas.
    Beijos, Dani!

    ResponderExcluir
  9. Primeiro, eu quero dizer que AMO este poema e ele reflete como nenhum outro sobre ter e não ter filhos.
    Eu achava que não podia engravidar- nada confirmado por médicos- mas tentei por 2 anos e não conseguia. Então levei uma vida de sem filhos, muito de boa, até, quando eu já tinha esquecido que podia ter filhos, engravidei da Beatriz. Enfim, acho que podemos ser felizes com ou sem filhos, há vantagens nas duas opções. Aproveitar o momento presente e a nossa realidade atual, sem neuras, é o melhor caminho para sermos felizes.
    Bom final de semana! Bj

    ResponderExcluir
  10. Dani, poucas e sábias palavras!! Como sempre, além de escrever muito bem, você é muito sóbria em tudo o que diz.
    Beijas

    ResponderExcluir
  11. Eu tenho uma grande admiração pelas mulheres/casais que não desejam ter filhos e sustentam essa decisão.
    Filhos são uma delícia sim (sou suspeita, eu amo), mas dão um trabalho do cão. E são pra sempre!!!
    Posso pensar em uma infinidade de razões para ter filhos, só não consigo admitir tê-los para os outros.
    E concordo com você. Injustiça a gente ter tão pouco tempo pra se resolver.
    Bjo

    ResponderExcluir
  12. Dani, respondendo a sua indagação sobre porque nosso período fértil é até por volta dos 50 anos, como bióloga posso te dar uma resposta mais na linha evolutiva. Nossa espécie não "deveria" viver mais do que isso; se não fôssemos seres sapientes e se não tivéssemos desenvolvido a medicina, morreríamos antes. Mas hoje, com o avanço do conhecimento científico, a expectativa de vida é cada vez maior, então nosso corpo tem a possibilidade de envelhecer muito além do que "deveria". Porém, nós mulheres continuamos com a quantidade de óvulos e a carga hormonal "programada" pra durar entre 40 e 50 anos, e acredite, se não houvesse a ciência pra prolongar nossa vida, morreríamos sem expelir todos os ovócitos do nosso ovário! Evolutivamente falando, não há razão para vivermos além da fase reprodutiva. Então é isso, espero ter explicado nem que seja um pouquinho (e também não sei se essa dúvida era algo realmente importante, mas como professora, não consigo ver uma dúvida em alguém e não tentar saná-la! hahahaha)

    Sobre o tema do post em si, é uma situação complexa e eu também não saberia o que responder a essa amiga. Tenho uma amiga que vive um dilema semelhante, porém diferente: ela não quer ter filhos, diz que "por enquanto", mas a verdade é que ela não se vê como mãe. Só que o marido quer muito. =/ É um dilema ainda mais complicado, e eu sinceramente não sei o que dizer a ela, a não ser que ela não deveria NUNCA se obrigar a ter um filho se ela não quer ser mãe! Mas não cabe a mim, não cabe a nós, dar um veredicto numa situação dessas, né?

    Eu nunca passei dilema parecido porque sempre quis ser mãe, sempre. Ainda não sou, mas tenho certeza que serei. E hoje em dia não tenho mais essa vontade doida de ter filhos biológicos, adoção sempre foi uma opção, e atualmente é a primeira opção, então nem o dilema do tempo e da fisiologia existe em mim. Meus dilemas são outros, de ordem jurídica, um pouco mais complicados... Mas se Deus quiser, tudo dará certo, quando for a hora.

    No mais, me emocionei com esse poema, que eu amo, assim como amo o poetinha. E amei também a foto linda do final!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lorena, muito obrigada pela explicação, pelo comentário e por expôr sua vivência, obrigada mesmo professora! Adorei!

      beijos grandes!

      Excluir
  13. Dani o que dizer... Nada vc já disse tudo... E acho que todos tem o direito de escolher, porque ser pai e mãe é uma tarefa nada fácil... Mas extremamente prazerosa....

    Beijocas querida e obrigada por todo o carinho que vc tem com a gente lá no blog.

    Carol

    ResponderExcluir
  14. Dani, primeiro adorei o texto! O poema é lindo!
    Então eu falei mais ou menos sobre isso no Mamães em Rede (http://mamaesemrede.blogspot.com.br/search/label/Colaboradora).
    Acho que cada um é livre pra escolher, pra decidir se quer ou não ter filhos. Existe sim uma cobrança quanto a esse assunto, mas as pessoas não devem olhar isso.

    Adorei a foto de vocês!

    Eu não vejo a minha vida sem o meu Pititico.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  15. Adorei o post e amei o poema!! Eu também conheço alguns casais parecidos com esse que você descreveu. E penso que para alguns casais, a felicidade não está em ter filhos. Até porque realização pessoal varia demais de pessoa pra pessoa e é bem injusto achar que determinado casal só vai ser "completo" depois que tiver filhos. Ser pai/mãe pela pressão social é o pior erro que se pode cometer. Porque ter filhos é maravilhoso, mas, tem seus dias de tempestade!! E se não for algo que você queria muito, você pode passar o resto da sua vida tendo que "aguentar"alguém que não queria. Boa reflexão, Dani!! Beijos!! Ah, linda foto!!!

    ResponderExcluir
  16. É difícil aconselhar sobre isso, né? Fico sem fala quando acontece de alguém perguntar. Não posso dizer que é tudo 10, mas não posso dizer que é uma canseira, porque na verdade, só tendo mesmo para saber do quanto vale a pena. Não que a gente não sonhe de vez em quando com uma vida sem filhos, nos momentos de maior canseira, mas são momentos que passam, o amor pelos filhos é uma coisa louca demais! Amo esse poema! beijos, Nine

    ResponderExcluir
  17. Filhos são mesmo tudo de bom, e muito de ruim, mas se não tê-los, como sabê-los?
    Olha que coincidência.... Acabei de receber a revista Exame e na capa tem uma super executiva que voltou ao trabalho 2 semanas depois de dar a luz. Me perguntei? Ela teve um filho pra ser criado por outra pessoa? Só pode! E no Jornal Nacional acabo de ver: a mulher de 61 anos que teve o parto dos gêmeos adiantado por problemas de saúde. É sonho da maternidade, que é diferente pra cada mulher que sonha.
    Também acho que sua amiga não precisa decidir agora. Melhor pensar e refletir. Vai que a felicidade esperada por todos se torne a tristeza de ser como ela esperava....
    Tenho uma amiga que diz que não quer ter filhos porque tem medo de acabar o bebê feio, de não gostar dele quando nascer. Pra mim, isso é impossível, mas bem sei que pode ser possível sim. Infelizmente.
    Beijos pra sua linda Laura!

    ResponderExcluir
  18. ANtes de mais nada: que amorzinho a Laura, Dani! Nossa, que amorzinho!!!! Achei tão linda essa foto :)

    Agora, sobre o post, hehehe
    Bem, é mesmo muita judiaria essa pressão toda sobre ter ou não filhos. Aliás, a sociedade é sempre assim: se não casamos ainda, quando é que vamos casar. Casamos e não temos filhos: quando é que vamos engravidar? Temos um filho: quando é que vamos formar um casalzinho?

    Não é bem assim?
    Eu agora com 2 filhos, todo mundo só sabe perguntar quando vem a menininha???!!! Tipo, eu não quero menininha, dá licença?! Mas a vida é assim!

    Agora, sobre o tempo, sobre o envelhicmento do corpo e sobre ter filhos aos 50 anos eu tenho uma opinião diferente. Acho que Deus é infinitamente sábio e as coisas são assim por um motivo. Se vc ter seu primeiro filhos aos 50, primeiro: não terá muita energia para a demanda toda que é ter um filho. Quando ele estiver na adolescencia, vc estará precisando de outras coisas em sua vida então com 65, 70 anos. É muito distante!

    É meu ponto de vista, claro, e respeito aquelas mães que optam por ter filhos mais tarde. Cada um sabe de sua vida. Mas vejo lá em casa, minha mãe, p.e., teve sua última filha com 40 anos e hoje ela sofre muito para acompanhar as necessidades (normais) que uma filha de 9 anos exige! Ela não tem mais o mesmo pique de 30 (!!!), 25 anos atrás.

    De qq forma, espero que sua amiga consiga relaxar e decidir. O importante é que eles sejam felizes, seja qual for a decisão!

    Beijocas, Dani!
    ótimo final de semana pra vcs :)

    ResponderExcluir
  19. Eu sou daquelas que aconselha filhos pra todo mundo.
    É minha natureza.
    Frustração pra mim é ter que racionalizar isso, pq o mundo é uma porcaria de violento, pq é caro, pq ficar fora do mercado prejudica profissionalmente, pq ... nem sempre é fácil, pq "perdemos" o gostinho do individualismo.
    E contudo a natureza ainda vence!

    O tempo é danado, né? Dá e tira dúvidas.
    O lado bom é que também dá sensatez, e eu aprendi a não empurrar/vender meu desejo pra outros.
    Mas que eu fico me coçando pra dizer, "vai!!"
    AHHH!! VC nem pode imaginar o quanto kkkkk

    Dani, Laura tem uma cara de criança feliz que transparece, sapeca demais!!

    Bj

    ResponderExcluir
  20. Oi! Adoro suas postagens e as leio sempre!
    Olha um selinho que comprova isso: http://tagarelinho.blogspot.com.br/2012/10/eu-vivo.html
    Beijos nas quiança!

    ResponderExcluir
  21. Dani, engravidei inesperadamente também.
    Mas sabe o que acho? Que foi tão melhor assim... depois de ler esse post tive mais certeza ainda, vejo amigas que perdem o sono, o sossego e às vezes até o casamento (falta de timing com o marido atrapalha pacas, pelo que percebi).
    Meu marido sempre quis ter filhos, eu queria também mas estávamos juntos há pouco tempo, então imaginei que aconteceria bem depois e tals.... o Nicolas chegou na semana em que completamos um ano juntos.
    E a vida, a relação, a visão de universo mudou... pra MUITO melhor.

    Acho que no final das contas nós somos sortudas. Ter que decidir, racionalizar e calcular ter um filho é muito complicado, difícil pacas!

    Bjs. Principalmente nessa sua filha linda, meu Deus, cada dia mais fofa!

    ResponderExcluir
  22. Olha, nada contra quem opta por não ter filhos, mas respondendo a uma indagação do seu texto:
    Ela pode vir a se arrepender de não ter tido filhos? Sim, pode, ou não.
    Ela pode vir a se arrepender de TER filhos? NUNCA!

    ResponderExcluir
  23. Dani, sempre leio seu blog. Adoro.

    Bom, vou falar por mim, tá?
    Eu não tenho vontade nenhum de ter filhos. Quando pequena detestava brinquedos que estimulavam ser do lar (panelinhas, vassourinhas, etc) e mamãezinha (bonecas de colo), sempre fui fã da Barbie.
    Voltando ao presente. Tive muitos problemas pela separação dos meus pais, quando tinha quatro anos, e amadureci muito cedo.
    Vi tudo o que minha mãe passou para cuidar de mim e do meu irmão, enquanto meu pai construía outra família e não pagava pensão.
    Acredito que tem que ser a vontade da mulher, pq para o homem pedir filho é muito fácil, a vida dele pouco muda, comparando com a nossa. É uma questão muito complicada.
    Hoje eu estou casada há dois anos e meu marido nunca comentou se tem vontade de ter filhos ou não. Tenho 31 anos, minha sogra me vê como um útero ambulante, mas nada me estimula. Eu fiz magistério e sei o quanto é trabalhoso educar uma criança. fico horrorizada com as situações que eu vejo hoje e minha certeza se reforça a cada dia.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Malu, eu acho que cada dia mais as mulheres estão assumindo não querer ter filhos. E é natural. Normal. Não é todo mundo que quer mesmo, a vida muda muito, todo mundo sabe que nunca mais vc é a mesma.... eu, particularmente, amo a vida com filhos, pq, é claro, tenho a minha princesa bem perto de mim, uma rede que me ajuda muito (marido, mãe, família, escola) e um chefe muito do gente boa que não encrenca com algumas coisas... mas nem todo mundo tem essa sorte e nem todo mundo nasceu para ser mãe, te entendo.

      Que siga em paz com essa decisão e sua consciência. Se um dia mudar de ideia, que não se acanhe e tenha um bebê, seja feliz como for, com ou sem filhos.

      Beijos grandes e obrigada pelo comentário!

      Excluir
  24. Dani...
    A minha chefe tem uma bebê de 2 meses.
    Ela me disse ainda na gravidez que nunca quis ser mãe, engravidou porque já estava com 36 anos, e o marido queria.
    Bom ela é mãe mas não é. Simplesmente não cuida, não gosta. Disse pra mim que filho é igual cachorro. Que só faz coisa errada mas é fofinho!
    A mulher do meu primo também nunca quis ser mãe teve por pressão do marido e claro da sociedade.
    Resultado: É uma super mãe, tanto que a filha dela é mais nova que o Edu e já vai encomendar outro.
    Difícil dar um conselho a respeito disso. Mas eu diria: Ter filhos é a melhor coisa do mundo (pra mim) mas é uma arte difícil gestar, amamentar e principalmente educar um filho.
    Eu acho que a mulher tem que tomar a decisão pensando apenas nela. Se ela quer.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Eu , pelo menos acho que no meu caso um "botaozinho" alarmou avisando a hora. Em minha vida nao posso reclamar. Cada coisa aconteceu no seu exato momento. Espero que a Laurinha esteja bem., e vc tem.....bjuss

    ResponderExcluir
  26. Eu estou desesperada por um filho. Ainda mais que engravidei no susto e minha bebê nasceu com 24 semanas e não sobreviveu. Não sou casada, mas tenho um relacionamento com o pai da minha filha, que depois dessa tragédia repete todos os dias que não quer bebê agora.. só que o agora dele pode ser muito tempo pra mim. Estou com 33 anos e acho que se a gente ficar esperando ter grana, ter status, ter sossego, simplesmente pode acabar não acontecendo, ou espero anos e o relacionamento acaba. Aí lá estou eu com 38, 40 anos e se foi o sonho da maternidade, pelo menos as chances de um bebê saudável caem drasticamente e as estatisticas sao crueis. Não sei o que fazer.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para viajar no comentário! =)
Ele será respondido por aqui mesmo, ok?

Beijas!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 


up