24 setembro 2012

/

Trocaram a minha filha

23 comentários:

  1. Dani,
    O ciclo de sono melhorou? Meu médico vive me dizendo que sou psciótica, quer dizer, estressada porque não durmo direito... será que crianças também tem esse problema?
    Força, viu? Estou aqui na torcida pra você conseguir contornar esse momento "monstrinho" da Laura.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Poxa Dani... imagino a sua situação! Talvez seja apenas uma fase ruim que a sua filha esteja passando e logo a Laura das antigas está de volta! Eu estava pensando justamente isso essa noite, deitada na cama e divagando sobre a vida: percebi que estou com medo, pois a Luisa está crescendo rápido demais, e eu temo não ser boa o suficiente para mostrar a ela o que é certo e errado, medo de não saber criar direito a minha filha! Mas é a vida de toda mãe e pai lidar com essas situações! Meu sobrinho passou por essa fase do inferno astral... o jeito for ter muita paciência, explicar, ignorar certas atitudes e castigo (as vezes). E se vc procurasse a ajuda de um terapeuta infantil? Quem sabe vc não consegue umas dicas de como lidar melhor nessas situações? bjo e boa semana

    ResponderExcluir
  3. kkkk, é Assim mesmo Dani..Sei que é CLICHÊ, MAS é FASE, já passa...elas estão se descobrindo, se aventurando nesse louca vidaaaaa!
    Já já seu bebê doçura volta, pode confiar!!!rs
    Eu sei que é difícil, o apetite muda, o sono muda, tudoo...mas depois tudo volta a sua normalidade!!!
    aaaah antes que eu me esqueçaa...Ela tá cada dia mais a SUA caraaaaaa!!!
    Lindaaa!
    bjão
    perolasdealanis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Dani, você á reparou que birra gosta de plateia?! Pois é, descobri isso com a Catarina. A sua descrição da Laura é a minha da Catarina. Não mudo uma vírgula. A birra sempre começa quando ela se sente frustrada com alguma coisa. E claro, se tiver plateia o negócio vai longe.
    Em geral eu me afasto, mas quando não tem jeito eu começo a falar com bem baixinho. Ela só vai conseguir me escutar se parar de gritar. As vezes funciona, mas em 90% das birras eu perco a paciência.
    A pior situação que existe é quando a birra começa em lugar público. Odeio os olhares que eu recebo. Todos de recriminação... tipo, “se fosse minha filha...” ou “que mãe é essa que não controlar a filha”... argh!
    Sorte por aí querida!
    Beijos
    minhamaternidade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Dani bem vinda ao time da exs bebês!!!
    Mês passado passei por momentos parecidos, bem parecidos, xiliques mil, revoltas mil e der repente tudo passou e ganhei uma quase criança com muita personalidade.

    Bom na verdade não é que as birras acabaram, acho que aprendemos a lidar. Pois as primeiras bem no começinho (assim como a Laura está) achávamos que era o fim da família feliz...
    Mais não coisa de um mês nos adequamos com a essa mudança do bebe pra criança dentro de casa.

    Aprendi o mantra aqui mesmo com você e pode continuar usando-o que é batata: "é um mantra vai passar..."

    beijão

    ResponderExcluir
  6. Dani os nossos exemplares vieram clonados... hahahahaha
    A versão da minha Laura está quase a mesma, com a diferença que ainda não perdeu o apetite...
    Antes, quando ela tinha algum comportamento que me desagradasse eu gritava, mas aprendi que não se deve gritar com criança, eu abaixo e falo no mais baixo tom de voz possível.. Tem resolvido as vezes....rs
    Será que elas estão entrando na fase do terrible two? Bem vinda ao clube...
    Abracemo-nos....

    Beijoss
    Carol

    ResponderExcluir
  7. Duas palavras pra você:

    TERRIBLE TWO

    Antecipado, mas ta com cara viu?! O que denuncia? Talvez os tapas ou chamar atenção com birras ou cuspe de comida. Ela se joga no chão e esperneia? Já teve que arrastar pelo chão do shopping lotado?
    Meu modelo também teve o mesmo problema e não é do mesmo lote de fabricação, disso eu tenho certeza.
    Liga no SAC do fabricante e tenta uma devolução, se não rolar...Boa sorte! kkkkk

    ResponderExcluir
  8. Duas palavras pra você:

    TERRIBLE TWO

    Antecipado, mas tá com cara viu?!
    O que denuncia? Talvez os tapas, as birras e as cusparadas de comida.
    Já se joga no chão esperneando querendo algo? Já teve que arrastar o rebento no meio de um shopping lotado?? Já passou vergonha com a pessoinha que responde mal quando alguém vem conversar com ela???
    Olha, o meu modelo estava assim, e te garanto que não é do mesmo lote de fabricação...kkkk
    Liga no SAC e tenta uma devolução, se não conseguir...BOA SORTE!

    PS: Sei que pensar em machucar um ser indefeso é na teoria uma violência absurda, nunca encostei na minha filha, mas tem hora que da vontade. Então repita um mantra de paciência infinitamente durante essa fase.

    Bjss

    ResponderExcluir
  9. Xo pergunta uma coisa, como estão os dentes??? Minhas crias enlouqueceram com os dentes, molares então que sofrimento. Agora com os caninos estão roendo tudo e não tiram o dedo da boca por nada. O apetite, ah esse foi pra depois voltar, o Raul estranhou tanto que no meio da comida do nada iniciava um chororo sentido...descobrimos depois que ele mordia a lingua tadico..até acostumar com a boca cheia de dentes foi f#@* mas com jeitinho, e sem substituir as refeiçoes as coisas foram voltando ao normal. Eu colocava mais feijão que arroz para ficar mais úmido, cheguei até a amassar um pouco..carne bem desfiadinha e se for o caso coloque a banana junto com a comida bem picadinha. ps: adorei receber seu e-mail de resposta, vc é muito fofa. bjocas

    ResponderExcluir
  10. hahaahahah Morro de rir com seus posts!

    Sempre falo que esses bebês são de fases!!! Daqui a pouco passa, como todas as outras!

    Bjo.

    ResponderExcluir
  11. O negócio é torcer para que tudo isso passe: a minha filha anda muito, MUITO desobediente e também não quer saber de comer Nada! Que seja uma fase rápida...
    Bj e Boa semana!


    ResponderExcluir
  12. hahahahaaha que amor essas fotos da pequena (ou já seria grande? to em dúvida). quando trabalhava na escolinha ouvia sempre as mãe falando a mesma coisa que você, bem nessa idade da Laura, é complicado pros pais e pra eles né. Eles estão crescendo e não conseguem entender muito bem também, eram bebêzinhos e agora já podem fazer mais coisas, podem ter vontades, podem contrariar todo mundo, podem escolher o que querem... fica dificil na cabecinha deles, mas logo passa né? como sempre é "mais uma fase" hehe Ela está testando vocês, descobrindo quais os limites que vocês vão dar a ela :)
    Daqui a pouco devolverão sua princesa calminha e brincalhona, fique calma.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  13. Dani, vamos trocar?
    A minha além de bater, dizer NÃO e É MEU o dia inteiro, deu para cuspir no chão (PODE?!).
    Dizem que passa (como com Catarina já passou coisa pior, estou acreditando que isso passa também). Então vamos com paciência e cantinho do castigo até lá. Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Welcome to terrible twos! Bento teve parte desses comportamentos que vc contou aqui. De repente o bebê docinho passou a jogar coisas no chão, a falar não para tudo e a querer bater. Só não parou de comer, o mocinho aqui gosta da coisa e só não come bem se estiver doente. De resto, tudo muito parecido.
    Minhas dicas são: 1) ignore, dentro do possível (alguém comentou aí em cima que se não tiver plateia a birra diminui, é bem isso). Claro que, se for algo que se ela fizer pode se machucar ou machucar outros, não deve ser ignorado, mas há momentos em que se simplesmente não dermos atenção eles param; 2) escolha as batalhas que precisa mesmo enfrentar - não crie uma guerra para tudo, não chame a atenção o tempo todo, isso só cansa e gera mais estresse em todos... batalhe pelo que for importante mesmo; 3) repita comigo o mantra: paciência ommmmmm, vai passar ommmmmm, vai passar...
    bjos!

    ResponderExcluir
  15. Menina...que barra!E ela tem um rostinho tão doce...não acredito em vc!Não mesmooooo!Rs!

    ResponderExcluir
  16. Meu Deus! A danada da pirraça, aiai. Porque será que as crianças fazem isso? Haja paciência hein?

    ResponderExcluir
  17. Ah, crianças tem mais fases com a lua...

    ResponderExcluir
  18. Ai, Dani, achei muito engraçado o texto! Uma maneira divertida de abordar esses dias tão terríveis. Lá em casa desde abril deste ano estamos assim tb. Dizem que é a personalidade aparecendo...eles crescem e querem aparecer e é nessa hora que nosso amor, paciência e formeza devem se fazer presentes. Lá em casa funciona muito bem ignorar: sair andando, dando as costas. Mas não se iluda: tem chilique todo dia. Também sinto saudades da minha linda pequena e cordata Ísis, mas ela vai voltar, mais tarde, mais madura. Assim como sua Laura.
    Beijos!
    Nine

    ResponderExcluir
  19. É defeito não, é fase, sei que vai me xingar pq todo mundo diz isso, mas é! Acredite.
    Maitê foi assim tbm, comia bem e depois passou a não querer comer como antes, tbm se jogava no chão e acabava batendo a cabeça e sempre mostramos aqui em casa quem manda. Agora que ela está maior (4 anos) e entende intercalamos a tática do "fica sozinha com a sua raiva" e o vem cá, me dá um abraço, conta o que está acontecendo, porque esta chorando? rs.
    E assim seguimos entre tapas e beijos, ahahahah

    Bjus

    Rafa
    www.rafaelando.com

    ResponderExcluir
  20. Por aqui trocaram minha Alice depois dela fazer 2 anos. Esses dias eu já chorei muito, já pensei em psicólogo, até em benzer, juro que pensei.
    A pior hora tem sido o banho, Alice amava tomar banho, agora é na marra pra tirar a roupa e ela gritando para todos vizinhos ouvirem, tenho medo de chamarem a polícia, tamnho escândalo que ela faz.
    Então, eu conto aqui e alí o que anda acontecendo e a troca tá geral, viu? Todas crianças por volta dos 2 anos com os mesmo sintomas...pelo menos não estarmos sozinhas já é um tipo de consolo né,
    boa sorte,
    bjs

    ResponderExcluir
  21. Dani, imagine vc que quando Lucas chegou em nossas vidas ele estava como na sua descrição, afinal, ele tinha dois anos e meio. É uma fase muito doida mesmo e paciência era uma palavra pronunciada umas 245 vezes ao dia (eu, conversando comigo, entende?).
    Mas passa. Ufa!!! Depois surgem outras, rsrs
    Mas com tudo isso, Laura ainda arrasa, né? Dê um beijo grande nela por mim e curta muito cada minutinho ao lado dela.
    Bonne chance!! Bisous

    ResponderExcluir
  22. Minha amiga fala sério!? Que fase é essa????? Prefiro pensar que é exatamente uma fase e que passa. Lembro do Felipe que também teve seus momentos de não querer comer mais nada. Mas posso te falar... voltou todo aquele apetite. Uma fase difícil, de desafio total para nós e que haja paciência. Muita paciência!!!!!!!!
    Você conhecerá o Thomas... poderá fazer uma boa dupla com a Laura..hahahaha
    Um grande beijo e força amiga.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para viajar no comentário! =)
Ele será respondido por aqui mesmo, ok?

Beijas!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 


up