04 julho 2012

/

Devaneios

10 comentários:

  1. Não há como ler o seu texto e não pensar na importância que as avós tem na vida dos seus netos. Em nossa família, com a minha sogra internada num hospital, me aterroriza só a simples menção da possibilidade da minha filha não ter o prazer de conviver com a uma de suas avós: elas são o complemento que toda criança precisa na vida.
    Sendo assim, acho totalmente compreensível a reação da sua filhota: as avós são demais mesmo, fazer o quê...

    ResponderExcluir
  2. Dani... fique tranquila! Comigo já aconteceu váááárias vezes da Luisa ficar na casa da avó e depois não querer saber de mim, humpf! Essa preferência momentânea pela avó e por querer ficar com ela não significa que ela não te ama mais, não quer ficar mais com vc, e tals. É coisa de momento mesmo. Eu tbem fico chateada quando a Luisa me ignora nesses casos, mas no fim ela sempre volta para os meus braços (nem que seja à força, hehehe). bjo

    ResponderExcluir
  3. “ela saiu correndo e abraçou a minha prima!”... juro para você que na minha primeira leitura eu troquei prima por perna. É foguete essa situação, né?! Também já passei por isso.
    Catarina também é apaixonada pela vovó Leda. É um carinho diferente, realmente tem uma linguagem própria. Acho bom que seja assim, mas também não gosto quando ela foge de mim ou quando vai pedir socorro para a vovó. Sabe como é, né... a mamãe ensina e a vovó estraga.
    O melhor de tudo isso é ver que as nossas filhotas são amadas. E muito.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Dá cá um abraço amiga.....

    Dani você leu o post que eu falei que a Laura dormiu na minha mãe? Bem vinda ao clube amiga... Vovó é mamãe com açúcar e quem nunca adorou ficar na casa da vovó???rs
    Mas não fique questionando, não... Sofra porque faz parte, não coloque o amor da sua pequena por você em xeque... Ela te ama... Você é mamãe e insubstituível... Mas foi um dia diferente com a vovó...hahaha

    Fique bem... Sua pequena está bem...E linda!!!

    Bjossssss
    Carol

    ResponderExcluir
  5. Dani,
    Não fique pensando nada, não fique triste e nem se cobre. Pense que isso acontece mesmo, acontece com todas as mães. Com certeza, a Laura ama a avó e para ela é tudo muito diferente! Aposto que a avó faz coisas diferentes de você, que encanta sua pequena. Por isso, a empolgação e toda a magia de querer ficar com a avó. Mas ela te ama... fazem isso para nós e nem sabem como sofremos, é de cortar o coração. Mas logo quando estão sozinhos, só conosco, só existe a mamãe e mais ninguém...
    Fique bem! Beijos

    ResponderExcluir
  6. ô Dani, fica triste, não! Tudo o que eu queria, acredite, era que o Tomás tivesse uma vovó por perto.
    E depois, você já sabe, quem educa são os pais, avós são mesmo para dara aquela estragadinha. De vez em quando, os pequenos adoram, mas isso não quer dizer que a Laura prefira deliberadamente à avó.
    Esquenta, não querida.
    Beijoca

    ResponderExcluir
  7. Ah, é assim mesmo as vovós. Minha mãe diz que o sentimento é diferente com netos. Cris

    ResponderExcluir
  8. Mas ela está muito linda!!
    Dani eu sou meio ciumenta sabe, mas dá pra entender sim a reação da Laura, mas eu também ficaria como vc rsrs!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  9. Oi Dani! Que delícia ter a avó por perto. Aproveite isso. meus filhos curtem muito a minha mãe, mas ela mora em Florianópolis. Quando preciso ou sentimos muita saudade ela vem correndo. É um amor especial! Vou seguir seu blog. Beijo Gisa Hangai
    www.maebacana.com.br

    ResponderExcluir
  10. Dani, minha filha, sei bem o que vc sentiu. Já passei por isso também e não gostei nada, nada.
    Eu também já fui mãe de primeira viagem e essa viagem nos ensina muito. Eu acho que a Laura simplesmente quis chamar sua atenção ou nossa atenção, ela está nessa fase né? É claro que eu adooooroooo o carinho que ela tem por mim e sei também que vc se sente feliz e segura com isso. Agora, mãe é MÃE, mãe é AMOR INFINITO. Eu tenho o maior orgulho de você no papel de mãe!!! Eu sempre digo que a Laura é minha LOUCA PAIXÃO. Me sinto uma criança perto dela. Ficamos iguais. Ela mal chega em casa e já temos vários compromissos agendados: ver as flores do jardim do prédio vizinho, contar as grades do portão do outro prédio, ver se o cachorro da padaria tá dormingo, dar um oi para o vovô da banca de jornais (até levamos pão de queijo prá ele), ir ao supermercado, na verdade eu adoro desfilar com a Laura, apresentado a todos sua belezura, coisas de vovó. Mas olha, nada, nada no mundo substiui sua presença viu, bobinha!!! Te amooooooo

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para viajar no comentário! =)
Ele será respondido por aqui mesmo, ok?

Beijas!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 


up