04 junho 2012

/

O fim de semana desprogramado

10 comentários:

  1. É amiga... Muito prazer.. Somos mães... Concordo com cada linha..
    E eu adoro passear no shopping... Mas só depois que mudei para o interior...hahaha
    E temos que agradecer a família, a saúde e as coisas que podemos ter mesmo... :)
    Melhoras para a minha pequena filha postiça...

    Beijocas
    Carol

    ResponderExcluir
  2. Nossa Dani quanta coisa aconteceu... mas é gostoso um final de semana agitado, só não pode ter filha doente. Não é mesmo? Também vivi isso há duas semanas atrás. Não é fácil, preocupa e corta o coração de uma mãe.
    Mas ainda bem que passa... Espero que a Laura esteja melhor. E os dentes, ai como eles sofrem com eles.
    Mas apesar de tudo é isso que disse. Bom saber que são pequenos acontecimentos, né? Que tem coisas na vida que são mais tristes, que preocupam bem mais.
    E assim a vida segue.... Vamos valorizar o que temos!!! Sempre penso nisso e agradeço muito!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Que dó que dá, né Dani?! Dá vontade de pegar todo esse desconforto pra gente... quem dera tudo passasse com um beijinho de mãe.
    Tomara que a Laura melhore rápido e que vença mais esse dente!!!
    Dani... as vezes também libero uma "tranqueira" ou outra aqui em casa. Acho que não é crime nenhum... não dou todo dia, mas as vezes não faz mal. Também acho que é muito melhor comer um bolinho de chocolate do que não comer nada. Pelo menos fica com o estomago cheio.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Dani todos os sentimentos, incluindo o do farol, se resume no fato se ser mãe, quando se é mais, sabe-se de tudo sobre a cria, reconhece o choro de longe, o mais leve suspiro no meio da madrugada e ver outras crianças mexem com nosso instinto materno, já chorei muito dirigindo com minhas filhas sequinhas na cadeirinha e crianças na chuva sozinhas. Sei o que sentiu.
    E parabéns pelo sapato dona fashionista, ahahahaha
    Bjus
    Rafaelando

    ResponderExcluir
  5. Estas nossas filhas cortam o nosso coração, não? Pra que tanto dodói? Parece um grande e inter minável ritual de amadurecimento- de todas as partes envolvidas.
    Falando em shopping, eu ia muito por causa dos cinemas, mas agora vou só pra comprar coisa pra filhota também. Eu achava que a minha mãe era meio doida, quando eu era adolescente, pq nunca comprava nada pra ela e só comprava pra gente. Bem, parece que a tal doença é contagiosa depois de um "certo" evento...rs
    Tenha uma ótima semana, Dani! E muito, mas muito obrigada por sempre estar passando no meu cantinho!

    ResponderExcluir
  6. Oi,
    Caramba! Quantos acontecimentos externos e internos!
    Que bom que a conclusão foi boa: gratidão!
    Ser mãe é crescer rápido, e crescer às vezes dói mesmo.
    Beijos em todos!
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Dani,
    Faz bem ter a vida desprogramada de vem em quando. Estamos sempre correndo, com tudo programado, que quando percebemos que desprogramou ficamos perdidas.
    Quanto a Laura, espero que ela esteja melhor. E mais ainda, tenha certeza de que ao dormir sobre você ela confiou toda a dor e desespero dela para a mamãe.
    O marido surpreendendo, hein?! Arrasou!
    Sabe, muitas vezes estamos tão ocupadas que não damos o verdadeiro valor a nossa vida. Quando nos deparamos com situações como a cena vista por você, paramos e pensamos que somos é iluminadas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Dani, não sei se são os hormônios pós gravidez (adoro colocar a culpa neles), mas assim que comecei a ler "fiquei com ela 24h seguidas nos primeiros 210 dias..." comecei a chorar e ainda não consegui parar. Somos abençoadas por ter gerado um serzinho que vai ser nossa continuidade nesse mundo. O bebezão daqui de casa tem 4 meses e está jogado na minha cama, dormindo feito um anjo. Mas a cada meia hora eu vou lá ver se ele está respirando direito. A gengiva dele começou a coçar e às vezes ele parece incomodado, nada muito grave. Mas eu me desespero no primeiro nhé dele, então, faço os mais sinceros votos de que a mini-Dani consiga passar mais tranquilamente por essa fase dos dentinhos. E aproveito pra te fazer uma perguntinha: NeneDent não adormece a língua? Eu ia comprar pra passar um pouquinho num dia de muito desconforto do Nic, mas quase fui apedrejada pq adormece a língua e meu bebê pode engasgar com a saliva e morrer asfixiado (sério, o comentário foi esse). Vc me parece muito sensata, e como a Laura está viva e respirando hahahahha...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ingrid!! Obrigada pelos comentários, obrigada mesmo!!!!

      Nenê Dent não é a melhor escolha para o bebê que está com dor, mas vou te falar: eu dou para a Laura um pouco, ponho na chupeta, ponho na gengiva e logo passa, viu??? Eu nunca ouvi falar disso de engasgar e tal, mas realmente adormece, sim, só que não muito - até pq ele é feito para isso e com autorização da ANVISA, né???
      Tem mães que não dão antitérmicos, tem mães que não dão antibióticos, tem mães que tratam com chás, ervas... eu dou nenê dent, sim, mas só quando sei que é o dente mesmo, que vejo a gengiva inchada, e quando nada mais funciona (carinho, mamadeira, chupeta, naninha para dormir...). Daí dou o nenê dent sem culpa alguma. Na boa. É na hora que a Laura para de chorar, então... como eu poderia não gostar???? Ela sabe aonde fica, só pede quando está desconfortável - e nem sempre eu dou, só nas noites/dias em que sei que ela está realmente sofrendo.
      Fique tranquila, siga o seu instinto, cada mãe sabe avaliar o que é melhor para o seu baby.
      Vc já tentou Calmomilina????? Dizem que é excelente!!!!

      Beijos!

      Excluir

Sinta-se a vontade para viajar no comentário! =)
Ele será respondido por aqui mesmo, ok?

Beijas!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 


up