03 maio 2012

/

O maternar

15 comentários:

  1. Puxa...quanta coisa bonita escrita nesse post e quanta verdade também...

    Antes da gestação cuspi muito pro alto e logo após o nascimento da pequena, os cuspes cairam certeiros, todos na minha testa...é bem isso mesmo Dani...a maternidade em livros, blogs, revistas é muito diferente dessa que vivemos, e ao mesmo tempo muito igual...

    Também me sinto muito melhor hoje, pois sou mãe, tenho uma companhia deliciosa em casa, pra rir, conversar da forma mais fofa do mundo...delícia...

    Super bj

    ResponderExcluir
  2. ai que texto lindo, Dani!

    é a mais pura verdade, a gente sempre quer o melhor pra nossa cria, às vezes descobrimos que erramos e ás vezes descobrimos que acertamos. não tem como saber no ato, só depois mas o que mais vale é a gente fazer por amor à eles.

    eu sempre digo que meus filhos que me ensinam a ser mãe e não os pediatras bem intencionados, os livros best-sellers. mas que os blogs dão uma força gigante ah isso dão sim! a gente compartilhar o que sente e se identificar com tantas coisas vividas por outras mães, isso é perfeito!

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Dani
    ADOREIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!

    É isso maternar... Quando erramos não porque queríamos, mas por acharmos que naquele momento aquilo era o melhor para todos.... E com a maturidade e experiência aprendemos que talvez aquela não era a melhor saída...
    Quando fazemos as coisas com amor tudo dá certo...

    Beijocas em vocês..
    Carol

    ResponderExcluir
  4. Ah e não dá para imaginar nossas vidas sem as nossas Lauras, né??? :)

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Saudade dela gente...
    Dani, que grávida linda!!!
    Que mulher linda vem crescendo e sendo construída com muita sinceridade e verdade. Parabéns pra você, por ser esta pessoa transparente, forte e pra Laurinha, por ter esta mãe incrível.
    Eu também penso como você, aprendo dia após dia, passo a passo... e confesso que amo muito tudo isso.
    Beijão lindona, Ju

    ResponderExcluir
  6. Que lindo Dani!!! Fotos lindas e texto perfeito!!!
    Cada casa é de um jeito mesmo e a literatura, com certeza, sabe menos do que a gente sobre os nossos filhos. A melhor escola é o viver.
    Beijos para você e Laurinha.

    ResponderExcluir
  7. Que lindo Dani !!!!

    Antes de tudo somos pessoas que podem errar ... e também voltar a atras e fazer certo .. como mães entao, coisa que nunca fomos nao seria diferente ... todo mundo vem com muita opinião do que devo fazer e até tento ..mas quando sinto que não está funcionando parto pra outra e sigo meus instintos ... isso é o que é ser mãe ... bjs amiga

    http://princesaluma.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. É impressionante como eles chegam, bagunçam tudo, mudam a nossa vida toda e mesmo assim a partir daí passamos a nos sentir completas e passamos a encontrar nossa essência, a nossa alegria e a verdadeira forma de amar. Post lindo. Adoro! Bjoooo grandeeeeeeeeeeeeeeee

    ResponderExcluir
  9. Muito lindo o seu texto de hoje! Sabe que a mãe não nasceu junto com as minhas filhas e eu me recusava a ser aquelas mães bobocas que cansam os outros com papos só de filhos - como eu fui boba... Eu digo que eu aprendi a ser mãe, mesmo lutando contra meus sentimentos para parecer forte e indiferente aos "ownnn" que os filhos nos dão, mas a maternidade é linda, é paciente e soube lidar com a minha rebeldia e me ganhou pelo coração, hoje eu choro nas apresentações de dias das mães, não tenho vergonha de babar pelas minhas filhas - que se dane o que os outros vão pensar, eu sou mãe, oras! rs.
    Sobre os filmes, eu tenho o mesmo freio chamado marido, que quando empaca em um filme não assiste de jeito nenhum, rs. Aí eu perco o embalo de assistir, rs. A minha sorte é que ele gosta de cinema e aí as vezes, só as vezes, consigo que ele assista o que eu quero, rs.

    E hoje é sexta-feira! Um ótimo início de final de semana.
    Bjus
    Rafaelando

    ResponderExcluir
  10. oootimo post...
    o da anne e o seu...
    Nessa minha primeira semana de mae, ja chorei, ja pensei em desistir... e ja me perguntei onde estava cm a cabeca...
    sentimentos bem contraditorios...
    sei que nao estou com depressao, mas as vzs parece.
    em outros momentos pelo contrario, fico olhando akele bebezinho e nem acredito q era parte de mim a uma semana atras...
    estou soh no comeco, mas ja aprendo mto com os blogs q acompanho!

    bjjjs

    ResponderExcluir
  11. Ótimo texto Dani!
    Minha gravidez tbm não foi planejada, e teve muito tristeza nela... Quando o Edu nasceu assim como vc o recebi com braços abertos, e pensava que sabia o era ser mãe... mas meus pre conceitos se quebraram quase todos, e todo dia vou me transformado nessa mãe que eu sou!
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Ju,
    Uma surpresa, uma alegria tremenda quando sabemos que estamos grávidas. Um turbilhão de sentimentos tomam conta de nós. E o pós parto nem fale amiga. Nem imagina como me sinto, o que anda acontecendo, quais são meus pensamentos... Uma demanda tão grande! Alegria, muito amor, choro, tristeza, preocupação e agradecimento... Mas um dia após o outro. Quero agradecer sua preocupação e todo seu carinho. Assim que der e conseguir escreverei sobre tudo. Um grande beijo. Ahhhh e assim que der eu volto, sempre que conseguir...rs rs

    ResponderExcluir
  13. Bom Diaaaaa, flor do dia!!!
    Como foi o mercado dessa semana? A despensa já está cheia? rs.
    Um ótimo início de semana.
    Bjus
    Rafaelando

    ResponderExcluir
  14. é bem assim mesmo, eu tbm nao planejei, mas sempre quis ser mãe e a maternidade me preencheu lindamente! Acho que todas as maes blogueiras sao assim não?
    rs

    ó, eu sou de sp tb! zona norte e vc?

    beijo!

    ResponderExcluir
  15. Nossa! Quanto tenho em comum com você, inclusive o nome de minha bebê também é Laura. É exatamente como eu me sinto: exausta, mas feliz.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para viajar no comentário! =)
Ele será respondido por aqui mesmo, ok?

Beijas!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 


up