26 abril 2012

/

Pane no sistema, alguém me desconfigurou

11 comentários:

  1. ai Dani, leio sempre seu blog, nunca comento porque tenho opniões completamente diferentes de ti e não quero q vc se sinta desrespeitada. mas hoje acho que tu precisa.
    vc está precisando da Laura na mesma intensidade que ela precisa de você. é óbvio que ela vai demorar a voltar a dormir, pois sabe que aí ela perderá teu colo. de alguma maneira penso que você tem que ser fiél à sua intuição.

    bjos

    ResponderExcluir
  2. Socorrer nossos bebês quando choram, nem que seja por manha: mas um item da maternidade que nos torna mulheres pamonhas, como vc bem disse. Mas as pamonhas são deliciosas, então não vejo problemas com este doce, desde que não seja todo dia, já que isto enjoaria um pouco...
    Bj

    ResponderExcluir
  3. É complicado mesmo Dani. Eu não posso te criticar, porque faço a mesma coisa: ao menor sinal de choro da Luisa, eu já tô do lado do berço para ver se está tudo bem. Sei lá... sou meio pirada com esse negócio... fico achando que está acontecendo alguma coisa e vou me arrepender se algo acontecer mesmo e eu fiquei displicente na minha caminha quentinha. Acho que vcs tem a obrigação mesmo de fazer a Laura entender que a noite foi feita pra dormir, mas sou contra de deixar o bebê chorando no berço toda a vida. Acredito que aos poucos o bebê vai assimilando essas informações. bjo

    ResponderExcluir
  4. adoro seu blog, e não posso te dar conselho nessa parte pq tbm faria igual! sou mamãe grude sabe?
    faça o que seu coração manda e nã odeixa chorar mesmo não.. eu tbm não consigo..
    bjão
    perolasdealanis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. A Olivia passou por isso... Acho que é fase, viu? Algum pico de desenvolvimento, talvez.

    Olha, NUNCA consegui deixar a pequena chorando. É físico, não consigo, preciso ir lá. Mas ela normalmente pega no sono sozinha, e costuma dormir a noite toda. Alias, acabei de voltar do quarto dela, acho que teve pesadelo... Olhei na babá eletrônica e ela estava ajoelhada, balançando a cabeça e falando "não, não". Fui voando lá, dei colo, dormiu de novo. Sou daquelas que acredita que isso não estraga a criança.
    Elas tem fases, a gente vai dando uma força e quando sentir que passou, volta às regras mais rígidas.
    Fica tranqüila. E se for mesmo fase, já já passa e ela volta a dormir bem (até a próxima fase...)
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Mais uma do time não deixe chorar! Eu não consigo (e olha que já tentei, e muito!). Mas é uma agressão tão forte a mim mesma que eu desisti de tentar. Eu educo, educo, sim, durante o dia: falo mil vezes a mesma coisa, deixo chorar quando quer algo que não pode, etc. Mas não deixo chorar à noite sozinha. Eu abomino a sensação de abandono, então não posso nem pensar na minha filha sentindo algo semelhante. Passava horas do lado do berço de madrugada, quando era preciso. Mas sei que um dia passa!
    Olha, isso é só o que eu acho, como funciona a minha dinâmica com minha filha. Acho que cada mãe tem uma dinâmica diferente com seu bebê. Siga seu coração, que ele sabe o que é o melhor para a sua família. Bj

    ResponderExcluir
  7. Dani, difícil heim amiga?
    Eu também não aguentaria deixa-la chorando. Tenho uma amiga que fez esta técnica e deu certo, mas ela sofreu muito. Hoje a bebê está super bem, dorme bem...
    Eu acredito que isto vai de pessoa pra pessoa. Converse com seu marido, entrem em um acordo pautado no bom senso, afinal, esta fase não irá durar pra sempre. Se tem uma coisa que tenho pensado muito ultimamente é que as crianças crescem muito rápido e coisas que nos deixam desesperadas muitas vezes ficam pra trás rapidinho.
    Tenha paciência, talvez seja apenas uma fase que vai passar.
    Beijão, Ju

    ResponderExcluir
  8. Como assim Dani... você entra no berço da Laura? Cabe você por lá? Que pequena, hein...rs rs rs rs Brincadeira amiga, mas realmente é uma fase difícil. Vivemos algo intenso com o Felipe. Acredita que até hoje quase com 5 anos acorda de madrugada e pede nossa presença. Agora, tente fazer uns combinados com o marido, melhor, um revezamento. Além disso, que tal você dormir ao lado dela e não no berço. Precisa passar segurança para ela. Apesar que acho que é dengo, que quer sua presença, pois é gostosa demais. Qual criança não quer a mãe por perto???? Agora, é difícil mesmo!
    A gente ama tanto, não quer vê-los tristes, chorando... ao mesmo tempo, fica um bagaço, mega cansadas. Né?
    Boa sorte e espero que passe logo essa fase. Beijos

    ResponderExcluir
  9. Ai Dani eles crescem tão depressa... O tempo passa tão rápido...
    Posso fazer um comentário sem seu marido me matar??? (bem baixinho para ele não escutar: mas quando ela quiser dormir com o namorado, aí vc vai querer ela pertinho de você, né??? heheh) Então aproveita amiga... Carinho e colo não estragam ninguém...
    Mas é claro que respeito muito sua opinião... Eu também falava que jamais ia deixar a Laura dormir na minha cama.. E hoje, depois que ela largou o peito, sabe como ela dorme??? Na minha cama comigo... E quando o marido vai deitar, coloca ela no berço dela... E eu adoro dormir com ela... hehehehe

    Mas acredite que essa fase dela te querer o tempo todo vai passar...

    Beijocas
    Carol

    ResponderExcluir
  10. Ah, agora me lembrei de onde veio a "inspiração" da palavra pamonha pro meu texto...olhe só como seus textos ficaram no meu subconsciente: espero que não se importe...rs

    ResponderExcluir
  11. Oi Dani, estou lendo teu blog aos poucos, meio fora do tempo, mas achando legal. Como estão as coisas hoje depois de um ano?
    Concordo com as gurias acima que dizem que eles crescem muito rápido. Pensando nisso nunca deixei a Paula chorar um minuto, nem sequer um traço de sentimento de abandono. Passei noites com ela nos braços mamando e dormindo agarrada em mim. E hoje ela quer que eu vá na cama e no quarto dela, não na minha. E eu adorava dormir com ela, sentir aqueles cabelinhos fininhos voando no meu rosto. Hoje ela abre o braço e diz pra mim deitar no peito dela e me faz carinho e pergunta: tá bem assim? Eu nem me mexo, pra esse momento se eternizar. Minha resposta pras manhas é: não existe adulto que durma na cama de mamãe, que use fralda ou tome mamadeira. Ao seu tempo eles esquecem tudo isso, é só deixar por conta deles. Um beijo pra você.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para viajar no comentário! =)
Ele será respondido por aqui mesmo, ok?

Beijas!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 


up